<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11610014\x26blogName\x3devidence+and+chlorine\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://claya.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://claya.blogspot.com/\x26vt\x3d-5922575046210966920', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

sexta-feira, março 10, 2006

Sobre a crise das Humanidades

"É antes de mais uma crise de legitimação. Durante séculos as Humanidades legitimaram culturas, saberes e até mesmo políticas dos países e constituíam a sua matriz de referência constante, a sua memória. Mas nas últimas décadas emergiram novos saberes e outras formas e veículos de legitimação e hoje é-se mais considerado por ir a um concurso de televisão do que por ter lido muitos livros. Pode-se estar de acordo com isto ou não, mas eu não estou, e não consigo assistir impassível a este cancelamento da nossa memória colectiva. Um povo não pode viver o futuro sem saber o que foi no passado e aprender com isso."
Carlos Reis, professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra